3 de abril de 2006

Salva-vidas


As caixas não têm vontade própria. Tudo toleram: o bom, o mau... Tudo depende de nós. Podemos guardar coisas boas, ou não. Algumas caixas são diferentes; salvam vidas, salvam memórias, sons prestes a experimentar o silêncio. É bom usá-las.

1 comentário:

"carlos pedro" disse...

Vidas que dá gosto ouvir. E alegram-Nos por saber que existem.